Os Afetivos valorizam muito a experiência pessoal e a harmonia em suas interações com os outros. Tendem a estimular a personalização das relações e a demonstrar atenção às necessidades e sentimentos das pessoas com quem mantêm contato.

Preferem sempre situações em que possam lidar com outras pessoas, seja em ambientes profissionais ou sociais. São bons em prover encorajamento e suporte e conseguir que o trabalho seja executado com a força de sua personalidade e empenho no trabalho de equipe.

Referencial de tempo: passado, valorizam o histórico.

Os Afetivos tendem a

  • Ser espontâneos.
  • Serem vistos como afetuosos, amigáveis.
  • Ser persuasivos
  • Valorizar o histórico, o passado
  • Ser empáticos
  • Ser informais
  • Ser emotivos
  • Preocupar-se com sentimentos dos outros 
  • Ser gregários
  • Ser compreensivos

Pontos Fortes dos Afetivos

  • Bons comunicadores e facilitadores de relações.
  • Hábeis em ouvir.
  • Observadores
  • Hábeis em diminuir resistências a mudanças
  • Criar ambiente de cooperação
  • Entusiastas
  • Capacidade de envolver e motivar pessoas

 

Os Afetivos podem ser vistos pelos Não Afetivos como

Manipuladores Pessoas que evitam decisões duras
Políticos Pessoas que confiam no “Sexto Sentido”
Sentimentais Pessoas que equiparam emoções com fatos
Subjetivos Impulsivos
Sensíveis Pessoas que evitam conflitos
Pouco assertivos  

 

Preferências dos Afetivos

Gostam de: Não gostam de:
Interações, contatos Isolamento
Fazer novos amigos Mudanças radicais
Lembranças, memórias Rotina
“Ler nas entrelinhas” Formalidade, frieza
Tradição Dar más notícias
Informalidade Modernidade, “Pacotes”

 

Fonte: Kienbaum Brasil – Professores: João Mendes e Vicky Bloch